Pirapora (MG), a maior usina fotovoltaica da América Latina

/ / Notícia, Uncategorized

  Com uma extensão que caberiam 1.500 campos de futebol, e com mais de um milhão de painéis solares a se perderem de vista: Pirapora (MG), está localizada a maior usina fotovoltaica da América Latina, que deu um salto rumo ao progresso no investimento em uma energia limpa e renovável no Brasil.

   De acordo com a agência France Presse, a implementação deste projeto teve inicio em setembro, e a segunda de três fases começou a produzir energia solar no ultimo dia 09. Ao fim de todo o projeto, com previsão ao final do primeiro semestre de 2018, o complexo terá capacidade de 400mV, que poderia suprir energia para 420.000 casas durante um ano.

“É um projeto emblemático, de um tamanho excepcional, em um local que tem a vantagem de ser plano, com pouca vegetação e muito sol, perto de uma linha de alta tensão”(Paulo Abranches, diretor  EDF EN no Brasil.)

   O espaço, de 800 hectares, fica no meio de uma planície 350 km ao norte de Belo Horizonte (MG), no centro de uma vegetação sob um sol ardente. Foi feito um investimento, com estimativa em mais de R$2 bilhões, sendo 80% do parque de Pirapora, da EDF – *Électricité de France, e 20% pertencem à empresa Canadian Solar (fabricante dos equipamento, localizada no estado de São Paulo). Esse investimento torna-se o primeiro desse tipo a ser beneficiado de um empréstimo do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

“O Brasil está apenas começando a recuperar os 15 anos de atraso que tem nessa área […]” Rodrigo Sauaia, presidente da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).

(FONTE: https://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/usina-de-energia-solar-de-pirapora-inicia-producao-conheca.ghtml)

 

O especialista aponta uma “falta de interesse político”, que continua fortalecendo o petróleo e não oferece benefícios fiscais aos investimentos em energia solar.
“Seria necessário reduzir os impostos para estimular os investimentos. Muito mais pessoas iriam querer entrar neste campo, incluindo os particulares, mas não há os meios”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito − dois =